Independente da sua área de atuação, a criatividade está presente na sua profissão. Talvez você não perceba, mas sem essa habilidade, certamente os produtos, serviços e processos com os quais você trabalha não seriam os mesmos. E, se você ainda tem dúvidas de que a criatividade pode ser um diferencial na sua vida profissional, vamos te mostrar como usá-la a seu favor.

Já faz muito tempo que ser criativo está associado a áreas de atuação como design, artes visuais, arquitetura, audiovisual e outras profissões ligadas à criação em si. No entanto, assim como qualquer outra habilidade, a criatividade também pode ser desenvolvida e aplicada em diferentes situações.

Em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas estão constantemente em busca de formas de inovar em seus negócios. A prática e incentivo da criatividade pode ser a virada de chave que você precisa para ser protagonista nesse processo de inovação na sua empresa. Isso porque, apesar de serem conceitos diferentes, a inovação e a criatividade estão diretamente ligados.

Enquanto a inovação é a busca por novas ideias para um produto já existente, formas diferentes de oferecer um serviço ou um método alternativo para executar um processo, a criatividade é a capacidade de criar e colocar em prática essas ideias originais.

Agora pare e pense: quantas vezes você deixou de inovar porque não exercitou sua criatividade? Quantas oportunidades foram deixadas de lado porque a criatividade, que é um dos fatores essenciais da inovação, não foi vista com a importância que ela realmente tem?

Mas fique tranquilo, depois deste artigo, você vai passar a enxergar a criatividade com outros olhos.

A importância da criatividade na sua carreira

Segundo o Fórum Econômico Mundial, a criatividade será uma das 10 habilidades profissionais mais valorizadas por grandes corporações até 2022. Esse ranking foi divulgado na pesquisa Future Of Jobs, realizada em escala global.

Se você já se perguntou o que as empresas buscam nos profissionais, essa lista de habilidades pode te dar algumas respostas.

Em todas as profissões existem problemas a serem resolvidos, portanto, também existem formas criativas de resolvê-los. Nesse momento, quem desenvolve a criatividade é capaz de enxergar a situação com uma visão diferente do comum e se destacar na multidão.

Um fator importante nesse contexto é entender que a criatividade não tem a ver somente com ideias loucas e mirabolantes. Ser criativo é sobre fazer conexões que não são óbvias e encontrar soluções eficientes e aplicáveis, mas que não estão estampadas por aí.

Se você ainda não se convenceu de que a sua área de atuação pode se beneficiar com a criatividade, vamos te dar alguns exemplos. 

Uma das áreas em que os processos e a técnica exata mais importam é a Medicina. Imagine que um médico decida improvisar na hora de realizar uma cirurgia… Desesperador, não é mesmo? Mas acredite, até os médicos podem usar a criatividade para melhorar a profissão (desde que não coloque ninguém em risco, claro).

O vídeo abaixo viralizou nas redes sociais e mostra uma situação em que o médico foi criativo ao aplicar uma vacina em um bebê.

Para muitas crianças, tomar uma vacina pode ser um episódio tenso pelo qual é preciso passar. No entanto, ao ter a ideia de distrair o bebê cantando e dançando, o médico tornou a experiência mil vezes mais leve.

Outro exemplo é o caso de pescadores japoneses que precisavam transportar peixes de um local distante até a cidade onde viviam. O problema é que, para mantê-los frescos para consumo, os peixes precisavam chegar vivos. 

Os pescadores tentaram mantê-los em tanques de água dentro do barco, mas pela mudança de ambiente e a grande quantidade de animais em um local limitado, os peixes não se movimentavam tanto na água e chegavam abatidos, alterando o sabor na hora do consumo.

Usando a criatividade, para pensar em alternativas fora do óbvio, os pescadores chegaram a uma solução eficiente. No mesmo tanque em que estavam os peixes, eles colocavam tubarões para manter os animais agitados e em movimento. Assim, conseguiram conservar o frescor até estarem de volta em terra firme.

Percebe como a criatividade está presente em profissões totalmente diferentes e pode ser usada para melhorar diversas situações independente da área de atuação

Agora que você já entende a importância da criatividade para a sua carreira, vamos te mostrar 2 dicas essenciais para desenvolvê-la no seu dia a dia.

2 dicas para desenvolver a criatividade

Existem várias técnicas para fazer a criatividade fluir com mais facilidade, mas antes de começar a aplicá-las, é importante dar um passo para trás e se preparar para aproveitar essa habilidade ao máximo.

Por isso, existem 2 fatores fundamentais para qualquer criativo: repertório e diversidade de fontes. Uma está ligada a outra e vamos explicar cada uma delas.

1) Crie um repertório extenso

Imagine que o seu cérebro é uma caixa cheia de objetos que você conhece ou já utilizou em algum momento da vida. Você pode não se lembrar de tudo o que está lá, mas certamente vai pensar em algum dos elementos quando precisar. Ele serve como um depósito ao qual você poderá recorrer sempre que necessário

Mas, se a caixa estiver vazia, como você terá acesso às ferramentas quando precisar?

É assim que funciona o repertório. Quanto mais referências você tem, mais objetos você coloca na sua caixa. Isso serve para livros que você lê, filmes e séries que assiste, músicas que escuta, pessoas que conhece, conversas que tem com amigos…

Na hora você pode até não perceber, mas tudo pode ser uma possível ferramenta. Basta utilizá-la no momento certo. Então expanda o seu repertório, estude, pesquise e consuma conteúdo. 

Você com certeza conhece Steve Jobs, fundador da Apple, certo? Ao abandonar a faculdade, Jobs decidiu fazer algumas aulas de disciplinas em que ele realmente tinha interesse, sem saber se um dia usaria aquele conhecimento para alguma coisa.

Uma das aulas que ele decidiu fazer foi a de instrução sobre caligrafia e, no momento, não tinha intenção nenhuma de aplicar aquele conteúdo. No entanto, 10 anos depois, quando estava desenvolvendo o primeiro computador Macintosh, ele recorreu ao seu repertório e criou o primeiro computador com uma tipografia realmente atrativa.

Um repertório bem trabalhado permite que você tenha uma caixa cheia de referências e te prepara para o momento em que precisar recorrer a elas. E isso nos leva a segunda dica de criatividade.

2) Se você quer alternativas que fogem do óbvio, procure em universos pouco prováveis

Algo muito comum atualmente é procurar inspiração dentro daquilo que você já tem interesse. Assistir filmes da categoria que você gosta, ouvir música de estilos que te agradam, promover reuniões com profissionais que geralmente estão envolvidos naquele tipo de projeto…

Em uma empresa, imagine que você vai criar uma nova campanha para divulgar seu produto ou serviço. O caminho mais lógico seria marcar uma reunião com o time de marketing, geralmente os profissionais envolvidos diretamente na criação.

É aí que a criatividade faz toda a diferença: por que não pensar em outros times da empresa que poderiam colaborar nesse processo e que nem sempre são consultados para darem sugestões porque não fazem parte da equipe que cria a campanha?

A área comercial pode trazer novos olhares sobre as reais dores do cliente e sobre os problemas que o seu produto ou serviço pode solucionar. Um profissional de tecnologia pode enxergar oportunidades para melhorar a experiência do público com o seu site na hora da conversão. 

Se a sua empresa tiver lojas físicas, os vendedores podem te ajudar a entender o perfil dos clientes que preferem fazer a compra presencialmente, assim você poderá refletir sobre os motivos pelos quais eles preferem lojas físicas e não o e-commerce, por exemplo.

Todas essas informações podem ser úteis na hora de desenvolver campanhas eficientes e criativas.

A diversidade é uma necessidade em termos sociais, mas ela também tem importância quando se trata de lucratividade. Isso porque equipes diversas possuem profissionais com conhecimentos, experiências e backgrounds diferentes, ou seja, seus repertórios são repletos de referências baseadas nessas vivências únicas

Uma empresa formada por profissionais com formações, experiências e até gostos parecidos, com certeza terão uma performance mais baixa, não só na inovação como também na lucratividade.

Portanto, construa um repertório diverso, consuma conteúdos da sua área sim, mas não deixe de pesquisar em outras áreas também. Quando tiver um problema, consulte pessoas que você conhece e que atuam em outra indústria, peça dicas sobre os projetos em que você está trabalhando, convide profissionais de outros setores para participar de um brainstorming do seu time.

Aplique essa dica na sua vida pessoal também. Assista filmes de outras categorias além daquela que você mais gosta, leia livros de autores que você não conhece, coma uma comida que nunca provou antes, vista-se num estilo diferente do seu. Para te ajudar com isso, converse com seus amigos e pergunte quais as preferências deles. Assim você vai, aos poucos, colocando novas ferramentas na sua própria caixa.

Quer continuar aprendendo a desenvolver sua criatividade e conhecer técnicas práticas para resolver problemas de forma mais criativa? Conheça o curso online de Criatividade e Resolução de Problemas da Conquer.

Você vai conhecer estratégias e metodologias para ter mais e melhores ideias, além de aprender a colocá-las em prática na sua vida.