Você entende a importância e a conexão entre comunicação e liderança? Expectativa de crescimento, motivação e um ambiente colaborativo são ingredientes essenciais para formar uma equipe engajada e construir uma cultura organizacional capaz de atrair e reter seus talentos.

Mas existe uma coisa que pode eliminar completamente esses ingredientes de uma equipe: a falta de comunicação.

Peter Drucker, o “pai” da administração moderna, já dizia: 60% dos problemas administrativos são causados por uma comunicação ineficaz. E você mesmo já deve ter ouvido ou mesmo vivenciado alguma situação em que a falta de comunicação foi apontada como vilã e causadora do problema

Dentro das equipes, a comunicação precisa ser sempre muito clara e assertiva. Não apenas para que todo o time saiba quais são suas demandas e porque elas precisam ser cumpridas no dia a dia, mas também para que existam laços de confiança entre todos.

E como construir relações de confiança e o senso de coletividade sem uma boa comunicação? Praticamente impossível.

É por isso que o líder tem um papel muito importante: afinal, cabe à liderança mediar essas construções e ainda influenciar positivamente a sua equipe, e isso só pode ser feito através da comunicação.

Comunicação e liderança: por que elas devem caminhar juntas?

Comunicação não é só transmissão de informação: é um processo de interação entre as pessoas. Comunicar é tornar comum, e é por isso que a escuta é tão importante quanto a fala.

Para as lideranças, isso fica ainda mais evidente: falar com clareza é importante, claro, mas o líder não pode esquecer que ele precisa ser um excelente ouvinte também. Entre os principais problemas que podem acontecer pela falta de comunicação na liderança, existem dois que merecem muita atenção porque impactam toda a equipe.

O líder que fala sem segurança não transmite a confiança necessária para quem está ouvindo - e uma equipe que não confia no próprio líder se sente perdida. E isso impacta diretamente o clima da equipe. Além disso, a falta da comunicação clara e objetiva entre o time e a liderança pode criar ruídos, que pode prejudicar (e muito!) o bom relacionamento entre todos.

Em contrapartida, os líderes que se comunicam bem constatam um maior engajamento e um aumento na produtividade da equipe, segundo pesquisa da consultoria Towers Watson.

O que esses dados revelam é que comunicação e liderança precisam andar sempre juntas, de mãos dadas. Por isso, preparamos 5 dicas para você aliar as duas coisas e otimizar a sua comunicação enquanto líder. Confira!

1. Deixe as metas e expectativas claras para a equipe

Em uma pesquisa realizada pela empresa The Predictive Index, 60% dos profissionais que avaliaram os seus gestores como ruins apontaram a incapacidade de comunicar expectativas e metas claras como sendo a sua principal característica negativa.

O primeiro passo para uma comunicação eficaz entre líder e liderado é deixar as expectativas claras desde o primeiro momento. Explique o que, porque e como fazer, para que o colaborador saiba quais são os resultados esperados dele e o que configura um bom trabalho e uma entrega bem sucedida.

Apresente as metas individuais, da área e da empresa, para que todos compreendam de que forma o seu trabalho contribui com os objetivos maiores da organização. Também é importante acompanhar a evolução dessas metas periodicamente, em reuniões individuais e de time, apresentando os resultados atingidos.

2. Esteja aberto a dar e receber feedback assertivo

O feedback - tanto positivo, quanto negativo - é uma das ferramentas de comunicação mais importantes dentro de uma equipe. 

Ele é uma forma sistematizada de reconhecer bons resultados e atitudes e realinhar as expectativas quando algo não sai conforme o esperado. É um recurso essencial para inspirar, motivar e desenvolver os membros da sua equipe.

Além de marcar reuniões específicas com essa finalidade, não se esqueça de dar feedbacks (ou pelo menos anotar os detalhes) enquanto determinada situação ainda estiver fresca na memória. Esse tipo de feedback surte muito mais efeito do que aquele que demora muito a chegar e já vem frio.

Confira neste vídeo 4 dicas super práticas para dar melhores feedbacks:

E não se esqueça: tão valioso quanto oferecer bons feedbacks é saber recebê-los com humildade. 

Dê abertura para a sua equipe, saiba ouvir, ponderar e responder com calma e racionalidade. Nada de ficar na defensiva ou rebatendo os feedbacks. Receber feedbacks é um verdadeiro exercício para a sua inteligência emocional!

3. Verifique se as pessoas compreendem as suas solicitações

Sempre que der uma nova responsabilidade ou fizer uma solicitação a um colaborador, faça isso da forma mais clara e completa possível, fornecendo detalhes sobre o assunto.

Então, certifique-se de que o profissional compreendeu corretamente as instruções. Se sentir necessidade, confirme: “Entendeu o que você precisa fazer? Então, me diz: o que você precisa fazer?” E deixe que o colaborador compartilhe a sua própria interpretação.

Nesses casos, é sempre melhor garantir que a mensagem foi passada corretamente do que ter retrabalho mais à frente - o que tem grandes chances de gerar frustração para os dois lados.

4. Certifique-se de que a informação está chegando onde precisa

Sabe aquela parte dos seus fluxos ou processos de trabalho que toda vez dá um “enrosco”? Antes de passar mais um feedback para a sua equipe, se faça as seguintes perguntas:

  • Pode existir um ruído de comunicação impactando esse resultado? 
  • Será que a informação realmente está chegando onde ela é necessária?
  • O que pode ser feito para minimizar este problema? 
  • Existem outras pessoas na equipe ou na empresa que têm as peças que estão faltando nesse processo? 

Esta é mais uma forma como o líder pode impactar positivamente a comunicação no seu time: construindo pontes, colocando em contato as pessoas que podem se ajudar mutuamente e agindo como um facilitador nas relações interpessoais da equipe.

5. Saiba escutar e demonstre interesse

Por último (mas não menos importante), é essencial escutar as pessoas do seu time e demonstrar interesse pelos seus objetivos e aspirações - tanto profissionais quanto pessoais. Isso pode ser feito tanto em interações do dia a dia quanto em momentos pensados especificamente para isso, como reuniões de time e individuais (one-on-one).

Segundo a 2ª Pesquisa Nacional de Comunicação com a Média Liderança, os dois pontos que melhor caracterizam um líder comunicador são a abertura ao diálogo e disposição para escutar.

Comportamentos do líder comunicador

2ª Pesquisa Nacional de Comunicação com a Média Liderança. Ação Integrada.

Por mais que haja profissionalismo nas relações de trabalho, as pessoas não deixam suas aspirações e características pessoais em casa quando vão para o trabalho. E esses aspectos têm um grande impacto na sua motivação e no seu desempenho no dia a dia.

É importante agir com empatia e estabelecer uma relação de confiança com as pessoas do time. Isso abre o diálogo, torna as pessoas mais acessíveis e facilita o feedback - além de deixar o clima muito mais leve e colaborativo.

Em suma, um bom líder é também um excelente ouvinte e comunicador, que se preocupa verdadeiramente com o desenvolvimento profissional e pessoal da sua equipe.

Como andam a sua liderança e comunicação? Já está pronto para colocar as dicas em prática? Se você quer ir ainda mais longe e acelerar a sua carreira, precisa conhecer a Especialização em Liderança e Gestão de Pessoas da Conquer - um curso de liderança e comunicação pensado para quem encara diariamente os desafios de liderar na era exponencial.

Clique aqui para saber mais sobre a Especialização em Liderança e Gestão de Pessoas!