Imagine a seguinte situação: você passou dias e mais dias realizando uma análise complexa de dados. Na hora de fazer a entrega e apresentar os resultados ao seu time e aos seus líderes, você não consegue passar a mensagem com clareza e eles saem da reunião sem entender de fato como a sua pesquisa pode ajudar a empresa.

Nenhum profissional que trabalha com dados gostaria de passar por isso, não é mesmo? 

Além de ser uma situação desconfortável, episódios como esse podem prejudicar o seu crescimento profissional. Afinal, é na hora de expor os resultados da sua análise que você consegue comprovar o valor do seu esforço analítico e reforçar suas contribuições para a empresa.  

O ponto é que conhecer as metodologias de análise de dados, saber tratá-los e encontrar insights a partir deles não bastam para que você consiga se destacar na sua profissão. 

Tão importante quanto analisar as informações é saber fazer uma apresentação de dados memorável, que vá direto ao ponto e deixe claro que você fez a diferença com a sua análise.

Neste artigo, você confere 6 dicas infalíveis para fazer uma apresentação de dados que impressiona e transmite credibilidade. Confira.

1) Faça um roteiro da sua apresentação e siga à risca

Uma apresentação de dados marcante começa nos bastidores. O primeiro passo antes de entrar em cena é fazer um roteiro completo da sua apresentação, com detalhes sobre os procedimentos pelos quais você passou e os conteúdos mais relevantes.

Estude e releia esse roteiro algumas vezes e tente encontrar pontos de melhoria na maneira de expor os resultados da sua análise. 

E um aspecto importante: siga o seu roteiro. Durante as apresentações, é muito comum que, por nervosismo, falta de prática ou simplesmente por descuido, você desvie a sua atenção do que precisa ser dito. 

Claro, pode ser que alguém faça uma pergunta no decorrer da sua exposição e que você precise desviar brevemente do trajeto pré-estabelecido. Mas se você tiver estudado o conteúdo da sua apresentação e tiver clareza sobre o que precisa ser mostrado, não terá dificuldades de retomar do ponto em que parou. 

2) Explique a sua metodologia e justifique

Com o roteiro pronto e revisado, é hora de pensar nos elementos mais importantes da sua apresentação. Nessa etapa, atenção especial às metodologias e técnicas que você utilizou na sua análise de dados. 

Justifique suas escolhas durante a análise, explique por que você utilizou determinada base de dados e deixe claro que essas decisões foram as mais eficazes para encontrar pontos de melhoria e solucionar problemas na empresa. 

Por exemplo, se você optou por realizar uma análise preditiva, explique como os procedimentos que ela prevê podem ajudar a encontrar resultados consistentes e promissores.

3) Destaque o que é realmente importante

A apresentação de dados precisa ser concisa e ir direto ao ponto. Na prática, o profissional que se destaca é justamente aquele que consegue extrair, de uma grande quantidade de dados, aquilo que realmente importa e faz a diferença na performance do time e nos negócios da empresa. 

Por isso, destaque somente o que é essencial sobre a natureza dos dados, o processo de análise e as suas contribuições.

Algumas dicas são válidas nesse processo de filtrar o que é relevante. Você pode retirar slides que não contribuem e comprovem a conclusão à qual sua análise chegou. Além disso, é possível revisar os gráficos várias vezes até se certificar de que eles estão passando a mensagem certa e assertiva.

É claro que não existe uma receita pronta para essa etapa, afinal, tudo vai depender do conteúdo da sua análise, dos seus resultados e do seu público. O que você deve evitar em todas as ocasiões é poluir a sua apresentação com conteúdos desnecessários, algo que também vamos comentar no próximo tópico.

4) Escolha os elementos gráficos ideais

Nada de misturar cores desconexas e inserir elementos gráficos que não conversam entre si nos seus slides. Na hora de fazer a apresentação de dados, lembre-se de que menos é mais. 

O primeiro passo é cuidar para não deixar sua apresentação poluída. Os elementos visuais precisam estar alinhados com a relevância do conteúdo, organizados em uma hierarquia que faça sentido e que esteja a favor da mensagem que você quer passar. 

Por exemplo, se a sua intenção é mostrar uma evolução percentual no nível de vendas em um determinado período, opte por uma seta voltada para cima com o valor desse aumento na lateral, e não por um gráfico que pode poluir a sua apresentação ou tomar um tempo desnecessário da sua audiência para uma mensagem relativamente simples.

5) Facilite a compreensão com exemplos

Uma apresentação de dados, naturalmente, carrega um alto nível de complexidade. Nem sempre a mensagem mais fiel à sua análise poderá ser compreendida facilmente pelo público para o qual você está falando.

Nessas situações, uma dica é facilitar a compreensão dos dados por meio de exemplos. Você pode citar a história de um livro, casos do dia a dia ou ainda fazer comparações com elementos familiares à maioria das pessoas. 

Dessa forma, você conseguirá prender a atenção das pessoas ainda que o conteúdo seja complexo, possibilitando que elas consigam visualizar os resultados e a aplicabilidade da sua análise de maneira mais direta.

6) Apresente suas conclusões com convicção (mas não apenas isso)

Você está seguro de que a trajetória percorrida durante a sua análise gerou conclusões consistentes e promissoras para a empresa? Então é a hora de defendê-las com convicção. 

Via de regra, o objetivo de uma pesquisa voltada para o mercado é identificar lacunas e pontos de melhoria. Por isso, na hora de apresentar as conclusões da sua análise de dados, destaque os benefícios que esses achados podem trazer para a empresa. 

Se necessário, faça uma projeção dos possíveis resultados numéricos que essa conclusão pode gerar para os negócios. Dessa forma, todos vão conseguir entender, de fato, a relevância do seu trabalho.

Mas não pare nessa etapa. Aqui vai uma dica bônus: ofereça insights para novas pesquisas e levante novas perguntas a partir dos resultados que você encontrou.

Nenhuma pesquisa, por si só, esgota as possibilidades sobre um assunto, tema ou problema a ser resolvido. Na maioria das vezes, as conclusões de uma análise geram uma série de possibilidades de outras investigações.

Por isso, no final da sua apresentação, levante novas hipóteses e mostre outras oportunidades de análise. Não temos dúvida de que, com essa ação simples, você será visto como um profissional que vai sempre além e performa acima da média.

Quer se aprofundar ainda mais na análise de dados? Conheça a especialização de Data Analysis da Conquer.

Com professores que são referência no mercado e metodologia focada na aplicação prática no conteúdo, você vai compreender ainda mais o fluxo de dados da sua empresa e se tornar capaz de tomar decisões cada vez mais ágeis, confiáveis e assertivas. 

Ficou interessado? Clique aqui e saiba mais sobre a especialização de Data Analysis da Conquer.