O grande princípio e objeto de TODA E QUALQUER negociação se resume em PESSOAS, e o sentimento destas.

Você já se perguntou o que faz com que alguém que tenha pouco dinheiro compre bens dispensáveis, por exemplo roupas caras? Será que compulsividade é suficiente para explicar a motivação?

Com certeza, não.

A busca desesperada para se sentir melhor, para alcançar admiração ou um status aparente, são os reais motivos para essa compra. Esse seria, ou não, um exemplo de autoafirmação?

Nesse momento fica claro o real sentimento que está em evidência nessa negociação. Está claro o que realmente está sendo negociado.

Quanto mais os produtos, ou serviços, vão de acordo com o sentimento que se busca, maior o número de concessões que as pessoas fazem. Ou seja, estão dispostas a dar mais dinheiro em retorno.

A capacidade de negociar está super ligada com este mesmo conceito. Todos que negociam em algum momento já se perguntaram: Quanto realmente sou bom em negociações?

Mesmo que em todos os momentos nós estejamos negociando pessoas, experiências e seus sentimentos - O que nos faz assíduos negociadores - Ainda assim não temos uma percepção positiva acerca de nosso potencial como negociador.

Temos o hábito de negociar e mesmo sem perceber, fazemos isso o tempo todo.  Apesar de na maioria de nossas experiências, termos bons resultados, existem algumas falhas que inibem nossa real percepção.

Ou seja, temos a falsa impressão de que não somos realmente capazes. Sendo assim, a primeira pessoa a ser negociada somos nós mesmos, e nosso sentimento de capacidade para as negociações que surgirão em nosso caminho.

Qual a característica em comum de grandes negociadores, líderes, presidentes?

Sem dúvida alguma, é a autoconfiança.

Então, para que você possa influenciar as pessoas e ter bons resultados em suas negociações, o primeiro grande passo é acreditar no seu próprio potencial de persuadir as pessoas.

É fundamental passar por uma avaliação interna, que impactará diretamente na sua capacidade de persuadir as pessoas, e depois, de aplicar outras técnicas e ferramentas para obter os resultados esperados.

Quer usar de neuro persuasão em suas negociações, simplesmente a partir de autoconfiança?

Então comece seguindo esses 3 importantes passos:

Passo 1 - Reconheça suas conquistas

É necessário reconhecermos nossas conquistas, dificilmente conseguimos olhar para o passado e identificar valor nas negociações que já realizamos, e tudo o que já conquistamos.

São diversas as áreas que podem nos lembrar de nosso sucesso, para assim começar a criar autoconfiança.

Frequentemente confundimos autoconfiança com arrogância, nos privamos de reconhecer nossa capacidade negocial e o nosso potencial. Com isso, nos limitamos e criamos barreiras que nos impedem de ir além e gerar muito mais impacto.

O primeiro passo é identificar dentro de categorias, o sucesso nas negociações obtidas na nossa vida. Lembre-se que sempre negociamos PESSOAS, portanto, em categorias como - PESSOAL, PROFISSIONAL, ACADÊMICA - quais foram as negociações em que você pôde evoluir, e atingir seus objetivos?

Passo 2 - Planeje suas metas

Uma vez reconhecido, o processo de autoconfiança começa a se tornar natural.  

É hora de planejar suas metas, que envolvam desafios para suas negociações. São metas que te levarão ao próximo passo para influenciar cada vez mais pessoas. Seu objetivo passa a ser:  Ter mais impacto sobre o maior número de pessoas possível ao seu redor.

Quais desafios você planeja para desenvolver as categorias das conquistas do Passo 1? Aonde deseja chegar nessas áreas? O que deseja conquistar? E quais são as medidas que precisa tomar para que possa crescer nessas áreas?

É importante que essas metas sejam estipuladas após o reconhecimento das conquistas, e tenham por fim seu máximo crescimento.

Passo 3 - Busque a evolução constante

Entretanto, de nada adianta apenas o reconhecimento, e um planejamento cheio de metas a ser cumprido. É necessário se manter constantemente ativo. E isso significa buscar a evolução constantemente.

O problema é que independente do resultado das negociações que ocorram no processo de evolução, e da ideia de sucesso que pode se ter desse resultado, muitas vezes ficamos frustrados por não alcançar o que desejamos. Entretanto, aquilo que já foi reconhecido como conquista, bem como as metas traçadas precisam continuar motivando o seu dia a dia.

Seguindo esses três passos, a autoconfiança se torna linear, ou seja, independente do momento em que você se encontra, por recentes falhas, ou negociações frustradas, o nível de neuro persuasão se mantém estável, pois encontra fundamento em um longo histórico de sucesso.

O resultado direto é um maior impacto nas pessoas a sua volta, pois alguém Autoconfiante reflete segurança, o que mostra que sua Neuro Persuasão está nos ares, impulsionando os outros a tomarem decisões em seu favor.

Grandes marcas, são reconhecidas assim, por um grande histórico de confiança e qualidade construídas perante o mercado. É disso que estamos falando, é sua hora de demonstrar sua confiança e qualidade no profissional que você já é!

Profissionais que são a cara do próprio negócio, e não possuem bandeiras enormes que vendem seus produtos sozinhas, por exemplo, necessitam ter um nível alto de autoconfiança, dentro da selva que é o mercado atual para que sintam-se aptos para negociar qualquer PESSOA, e chegar mais vezes ao SIM!

Se seu objetivo é negociar te convido a conhecer o curso Poderes Especiais da Conquer, nele você vai aprender as estratégias e técnicas dos melhores negociadores e vendedores do mundo para aplicar imediatamente, se tornar um profissional muito mais influente e chegar mais vezes ao sim!