Nos dias 18, 19 e 20 de abril, a Conquer In Company esteve presente no Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas (CONARH), que reuniu mais de 15 mil profissionais para uma imersão nos temas: gestão de pessoas, desenvolvimento de talentos e o futuro dos negócios.

Após trocas intensas com profissionais de RH, T&D e líderes de empresas, separamos os assuntos que foram destaques no evento para compartilhar com você.

Confira os 4 insights no CONARH abaixo

  1. Benefícios flexíveis
  2. Propósito e ESG
  3. A empresa como escola
  4. Liderança: pilares fundamentais

1. Benefícios flexíveis

Não deu para não notar: grande parte do evento foi tomada por empresas que nasceram ou se adaptaram à oferta de benefícios flexíveis. Elas entenderam que um mix mais diverso de benefícios, muitas vezes personalizado de maneira individual para cada colaborador, faz mais sentido que o antigo vale-alimentação/vale-refeição. No novo modelo de trabalho, um ‘vale internet’, ‘vale terapia’ ou simplesmente deixar a decisão na mão do colaborador, agrada mais, além de manter o colaborador engajado e ser um forte diferencial na competição por talentos.

Uma pesquisa realizada pela Robert Half mostra que 71% dos profissionais levam em consideração os benefícios antes de aceitar uma vaga de emprego. O papel do RH é coletar, junto aos colaboradores, percepções para co-criação deste mix, evitando o cenário onde a companhia oferece inúmeros benefícios, mas o colaborador percebe utilidade e valor em apenas parte deles.

RH Week

2. Propósito e ESG

O que também predominou no CONARH foram palestras e discussões a respeito de ESG e como este tema impacta na vida da empresa, posicionamento de mercado, no RH e na atração de talentos. 

Em entrevistas de emprego, por exemplo, o recrutador vem sendo tão entrevistado quanto o recrutado, que está interessado pelos valores e visões de mundo da empresa: como a empresa percebe a questão ambiental? A diversidade? O que a organização faz para impactar positivamente a sociedade? 

Além de atrair mais investimentos e consumidores (este também, cada vez mais consciente e amigável a causas sociais), empresas com um plano bem estruturado de ESG, e principalmente com uma cultura voltada ao impacto, atraem melhores talentos, que têm sua dedicação atrelada a propósito. 

Falar de propósito virou fundamental ao RH, tanto para atrair quanto para reter talentos. 

3. A empresa como escola

Aprender para trabalhar ou trabalhar para aprender? 

Esta foi a provocação feita para a educação corporativa praticada hoje nas empresas. Afinal, quanto as empresas têm demonstrado que se preocupam com a carreira de seus talentos e que gostariam de crescer com eles? 

“Desenvolvimento” é mais um item que os especialistas acreditam trazer engajamento para as equipes. Inclusive, engajamento parece ser uma das principais preocupações do RH, pois apareceu em praticamente todas as discussões. 

As grandes empresas têm se esforçado para servirem, também, como escolas: não só de capacitação técnica, mas de habilidades comportamentais - as soft skills.

Mas, por onde começar? Coloque o aprendiz no centro das decisões dos treinamentos, para que ele perceba significado no aprendizado. 

Gerar significado, essa a palavra-chave para superar os principais desafios em T&D: baixo engajamento e baixa adesão às plataformas de aprendizagem. E aqui a liderança tem papel fundamental, junto ao RH, ajudando a criar este significado nos seus liderados. 

Você se dedica muito mais a algo quando entende e confia no ‘porquê’.

Busque, também, conteúdos de alto impacto que geram resultados reais para a rotina dos profissionais da empresa. Se você quiser saber mais sobre onde encontrar esses conteúdos, e os melhores formatos para seu time, converse com um especialista da Conquer In Company.

4. Liderança: pilares fundamentais

70% do nível de engajamento dos colaboradores é atribuído à qualidade de liderança. Este dado da Gallup mostra a força dos líderes no bem-estar e funcionamento da empresa, e também demanda um olhar especial ao RH. As lideranças são um canal humano de acesso aos colaboradores, e o RH pode utilizar estas conexões para orientar valores, fortalecer cultura e propósito. 

O contrário também é verdade: desengajamento da equipe, baixo rendimento ou burnout podem ser sintomas de lideranças que precisam de mais preparo. Por isso, RH e líderes precisam andar próximos, com trocas francas, e apoio mútuo.

A Aline Gomes, Head da Conquer In Company, apresentou o conceito de CMO durante sua palestra no CONARH. Segundo Aline, o líder deve ser um Chief Meaning Officer - CMO -, ou seja, um responsável por práticas que gerem significado para os times, garantindo a eficiência coletiva, o aprendizado pelo exemplo e a celebração de conquistas.  

Como preparar líderes para este movimento? 

Mais habitual que treinamento de colaboradores, o desenvolvimento dos líderes já é uma prática recorrente da maior parte das empresas.

Mas é preciso que este plano acompanhe o que acontece no mundo corporativo. Em apenas dois anos, tivemos grandes mudanças no modelo de trabalho (home office, equipes híbridas, e geograficamente diversas) e alguns valores se tornaram inegociáveis: diversidade, empatia, feedback e cooperação. 

Além disso, o RH deve perceber sua liderança de maneira particular e personalizada.

Novas, médias lideranças e alta direção colaboram com o negócio de maneira diferente - e isso precisa ser exercitado no Plano de Desenvolvimento de Liderança - PDL - de cada líder, considerando o seu momento atual. 

Além desses temas, o CONARH foi palco de diversas discussões sobre futuro, tecnologia e transformação digital. 

Os quatro insights acima foram selecionados, pois acreditamos que para avançarmos em outros temas, é preciso formarmos bases sólidas no desenvolvimento e experiência do colaborador e líder. 

 

Conquer In Company: parceira estratégica de líderes, RH, T&D

Para empresas que investem na formação de equipes e líderes, e buscam acelerar seu negócio, a Conquer In Company oferece soluções sob-medida. Jornadas de aprendizagem, treinamentos híbridos, gravados, workshops ou palestras: conteúdos práticos e relevantes no formato ideal para seu time. Agende uma conversa com nosso time.