Em um artigo para a Forbes com o nome em português deAs 10 coisas que pessoas de sucesso não se deixam intimidar, Victor Lipman escreveu a seguinte frase:

“Eles (líderes de sucesso) não são intimidados pelo conflito - conflito é a moeda da liderança - você tem que ser capaz de lidar com isso efetivamente ou os outros não vão querer lhe seguir.”

Administrar efetivamente o conflito é uma das coisas mais difíceis e importantes que um profissional e principalmente um líder precisa fazer.

Mas  qual a melhor estratégia? Qual é o primeiro passo para mudar as coisas, para experimentar conflitos de uma forma mais poderosa e construtiva? Como manter o time em harmonia para alcançar melhores resultados?

Nesse artigo vou trazer alguns mitos e verdades sobre gestão de conflitos que vão te ajudar a desenvolver essa habilidade.

1.Conflito sempre é algo destrutivo para o time?

Mito.

Esse é, com certeza, um dos maiores mitos sobre a gestão de conflitos!

Na verdade, todos nós temos a tendência de ver o conflito com maus olhos e tem muito líder que fica com uns 3 tipos de medo só de ouvir a palavra “conflito”.

Para desmistificar isso, que tal fazermos um exercício?

Lembre-se de um conflito que você presenciou…

O que muda se, em vez de encará-lo como uma experiência dolorosa ou um problema avassalador sem solução, você começar a olhar por outra perspectiva e vê-lo como uma oportunidade?

Provavelmente você vai pensar em vários aprendizados que surgiram dali, pois em grande parte dos conflitos surgem novos pontos de vista, novas ideias e discussões que podem inclusive estimular o time a solucionar problemas na raíz!

2. É inevitável existirem conflitos em um time?

Fato.

Se há pessoas trabalhando em equipe, há conflitos. Isso eu posso lhe afirmar com 100% de certeza.

Mesmo se você é considerado um bom líder, é inevitável que conflitos ocorram de vez em quando na sua equipe. Logicamente cabe a você tornar mais frequentes os construtivos do que os  destrutivos.

Você torna um conflito mais construtivo quando faz questão de que os dois lados sejam ouvidos e um acordo seja feito ao final da conversa onde as duas partes se comprometam a cumprir.

3. A melhor forma de solucionar um conflito é ignorá-lo?

Mito.

Problemas difíceis no ambiente de trabalho não desaparecem ignorando e “deixando morrer sozinho”; eles só vão piorar.

Um conflito pequeno, ao ser ignorado, pode criar proporções enormes, gerando uma série de novos conflitos.

Sem falar que os evitadores de conflitos crônicos acabarão perdendo o respeito de seus colegas e liderados.

4. É importante se manter calmo

Fato.

Mesmo quando provocado, mantenha-se atento ao seu temperamento, fique o mais calmo possível. Lembre-se que, por mais certo que você esteja, se reagir impulsivamente pode perder toda a razão e a credibilidade.

Nas aulas de Inteligência emocional mostramos uma técnica para você segurar seu primeiro impulso e desenvolver a habilidade de RESPONDER às situações e não mais simplesmente REAGIR.

5. É importante documentar quando o conflito for sério

Fato.

Há conflitos mais sérios que exigem atenção especial e nesses casos você precisará de documentação clara para evitar que as discussões se dissolvam em disputas "ele disse / ela disse".

E quando for necessário tomar decisões mais drásticas, é claro que você precisa de documentação detalhada (a importância de trabalhar de perto com o RH) para evitar, inclusive, exposição legal.

6. Procure sempre ganhar os conflitos

Mito.

Não pense em termos de "ganhar", mas sim em resolver construtivamente - não adianta vencer a batalha, mas perder a guerra. O ideal é que todos os lados saiam ganhando!

O papel da liderança não é “derrotar o inimigo”, mas sim manter a harmonia e extrair o melhor desempenho da área que está gerenciando. Procure resolver os conflitos de maneira justa, rápida e avançar o mais construtivamente possível.

Gerenciar conflitos não é algo simples ou fácil, mas lembre-se que essa é uma habilidade que você pode (e deve) desenvolver!