Para você, o que significa ser bem-sucedido? Muitas pessoas consideram que essa realização vem através da independência financeira, da capacidade de sustentar todas as suas despesas sem depender de mais ninguém.

Ser independente financeiramente pode significar não precisar mais trabalhar e viver apenas de renda proveniente de investimentos. Ou talvez continuar trabalhando, mas viver uma vida confortável que permite o equilíbrio entre trabalho e lazer.

De um jeito ou de outro, a independência financeira subentende uma relação saudável entre você e o seu dinheiro. Só se chega a esse estado quando você, antes de tudo, tem conhecimento sobre educação financeira e consegue entender e controlar suas finanças.

Existem algumas fases da independência financeira, que você poderá atingir seguindo os passos indicados neste artigo. São elas:

1ª fase - Liberdade de dívidas

Você não possui nenhuma dívida pendente e, após pagar contas e gastos regulares, o valor que sobrar poderá ser guardado.

2ª fase - Reserva de emergência

Você possui dinheiro suficiente guardado para viver sem salário por um período, podendo variar entre 2 e 12 meses. Recomenda-se que você tenha pelo menos 6 meses dos seus gastos mensais em reserva para cobrir possíveis imprevistos. Esse é um elemento fundamental para ser independente financeiramente.

3ª fase - Investimentos

Você já consegue guardar mais do que a sua reserva de emergência, por isso o excedente podem ser investidos para te oferecer uma fonte de renda secundária, além do seu salário. No entanto, esses rendimentos servem apenas como complemento a sua receita principal e não cobrem sozinhos todos os seus gastos.

4ª fase - Independência financeira

Os rendimentos provenientes dos seus investimentos conseguem cobrir todos os seus gastos e você pode optar por continuar ou não trabalhando.

Para passar por essas 4 fases e conquistar sua independência financeira, reunimos 5 passos que vão te ajudar nesse processo.

1) Faça um planejamento financeiro

O que não se mede, não se gerencia. Pensando nisso, o primeiro passo para conseguir sua independência financeira é organizar todas as entradas e saídas de dinheiro.

Segundo uma pesquisa realizada pela Conquer em parceria com o Datacenso, 7 em cada 10 brasileiros não possuem um bom planejamento financeiroApesar de parecer um processo demorado, organizar o seu planejamento financeiro é simples, que ficou ainda mais fácil com a criação de planilhas inteligentes e aplicativos para te ajudar nessa tarefa. Tudo o que você precisa é saber quais são os seus ganhos e gastos mensais para inserir as informações na planilha ou aplicativo.

Neste momento, é importante registrar todos os seus gastos, desde os mais significativos até aqueles menores que você não acha que vão fazer diferença no bolso (várias despesas pequenas viram um gasto grande no fim do mês!).

Para te ajudar nessa etapa, criamos um modelo de planilha gratuito para você registrar informações importantes. Assim, você consegue acompanhar todas as suas movimentações financeiras de uma maneira descomplicada. Para baixar a planilha de finanças pessoais, é só acessar aqui.

2) Crie uma reserva de emergência

Agora que você já sabe quais são os seus gastos mensais, multiplique esse valor por 6 para saber quanto você precisaria guardar para conseguir viver sem o seu salário caso algum imprevisto acontecesse. Essa é a sua reserva de emergência.

Antes de pensar nos seus objetivos a médio e longo prazo, criar esse fundo emergencial é essencial para não ser pego desprevenido. Suas economias, depois de cobrirem as contas e despesas obrigatórias, devem ser direcionadas para este fim.

3) Defina suas metas

Se o planejamento financeiro te ajuda a entender o seu ponto de partida, definir suas metas te ajuda a saber onde você quer chegar

Quer poder viajar nas férias todos os anos? Seu apartamento precisa de uma reforma? Precisa começar a investir na sua educação? Com a sua reserva de emergência garantida, agora é hora de pensar no que você quer ter condições financeiras de realizar. 

Ser independente financeiramente é a sua grande meta, mas quais são os objetivos menores que você tem que alcançar ao longo do caminho? 

Defina quanto você precisa ter em mãos para realizar essas metas e, com o seu planejamento financeiro pronto, entenda como você pode mudar seus hábitos e passar a economizar uma parcela do seu dinheiro.

4) Mude seus hábitos

Falando em mudar de hábitos para economizar seu dinheiro, esse é um passo que vai fazer uma diferença significativa na sua jornada em busca da independência financeira. 

Principalmente no início, é preciso entender que não vai entrar dinheiro extra na sua conta bancária do nada. É a sua mudança de hábitos que vai garantir que você pare de ter despesas desnecessárias.

Se você paga a mensalidade da academia, mas só vai 3 ou 4 vezes no mês, que tal começar a praticar exercícios físicos em casa até pegar o hábito e, só então, passar a frequentar a academia? Ou então, se você tem o costume de jantar em restaurantes todos os dias, talvez possa fazer isso 2 vezes na semana e, nos outros dias, cozinhar em casa.

E isso são apenas alguns exemplos, existem várias outras formas de economizar. Mudanças sutis no seu padrão de vida podem te ajudar a fazer boas economias no final do mês

5) Invista seu dinheiro

A pesquisa Conquer/Datacenso identificou que somente 15% dos brasileiros tem bons conhecimentos sobre como investir. Este talvez seja um dos assuntos que as pessoas menos conhecem e mais precisam. Você já deve estar cansado de ouvir que o rendimento da poupança é mínimo e que não compensa deixar o seu dinheiro parado lá. Mas qual a melhor opção para fazê-lo render mais?

A renda fixa é uma opção para os investidores conservadores e de primeira viagem. Além de ser fácil de investir seu dinheiro, a aplicação é segura e o rendimento é maior que o da poupança. Além disso, o Tesouro Direto, por exemplo, exige uma aplicação inicial de apenas R$30,00.

No começo, os ganhos provavelmente serão mais baixos, mas, com consistência, os resultados podem ser significativos. Conforme você for aprofundando seus conhecimentos sobre o mercado financeiro, poderá diversificar sua carteira de investimentos e passar a investir também em diferentes opções de renda variável, aumentando os rendimentos e gerando fluxo de caixa. Para conhecer 3 dicas de como começar a investir, dá uma olhada nesse artigo da Conquer.

Muitas pessoas sonham em ser independentes financeiramente, mas nem sempre sabem o que fazer ou por onde começar. Esses 5 passos com certeza vão ajudar a começar essa jornada e servirão de norte para quem busca a tranquilidade e a flexibilidade que a independência financeira proporciona.