Ainda em 2020, 1 em cada 4 brasileiros deve estar envolvido na abertura de um negócio ou com um negócio de até 3,5 anos de atividade. 

A estimativa vem de uma análise da série histórica da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) e do Sebrae, que mostra o crescimento do empreendedorismo em tempos de crise. 

No cenário de pandemia do coronavírus, o número de empreendedores deve crescer ainda mais, impulsionado pela necessidade e busca por novas fontes de renda. Entre março e julho, mais de 600 mil brasileiros se tornaram MEIs (microempreendedores individuais). 

Mesmo nesse contexto, é preciso entender que empreender exige atenção em diversos aspectos. Uma pesquisa da Endeavor mostra que 75% dos empreendedores brasileiros fecham suas portas por problemas de operação, e que somente 9% deles buscou preparo para gerenciar seu negócio.  

Se em um cenário “normal” a realidade do empreendedorismo já é complexa, imagine a realidade que os empreendedores deverão encarar em um cenário pós-pandemia. 

É por isso que listamos 4 tendências para o empreendedorismo que você pode colocar em prática no seu negócio. Confira!

1. Digitalização dos negócios e Economia Low Touch

Com o distanciamento social, muitos comportamentos precisaram ser adaptados - da maneira que passamos a trabalhar remotamente à necessidade de delivery para atividades rotineiras, as mudanças em eventos no formato drive-in entre tantos outros. 

É nesse contexto que ganha relevância o conceito de economia low touch, ou seja, quando as relações comerciais se dão com pouco contato físico, a partir da restrição parcial ou total da circulação de pessoas. Essa transição já mostrou que veio para ficar e vai transformar a maneira como os negócios são feitos. 

Para esse novo tipo de relação de consumo, a internet se tornou a aliada número 1, especialmente para o varejo

Um levantamento realizado pela Nuvemshop mostrou que as vendas de e-commerce cresceram 145% no primeiro semestre de 2020 quando comparado ao mesmo período de 2019. 

O estudo ainda apontou um aumento de 105% no faturamento dos lojistas e revelou que a quantidade de consumidores que fizeram mais de uma compra no mesmo mês saltou 282%.

Além do crescimento expressivo do e-commerce,  o delivery teve um boom também. A Mobilis, empresa de gestão de finanças pessoais, fez um estudo que apontou que gastos com delivery cresceram em mais de 94% entre janeiro e maio de 2020

Bares e restaurantes sentiram diretamente todas essas mudanças. A lógica de consumo mudou e as pessoas passaram a optar por comer em casa. Nesse sentido, empreendedores desse segmento precisam aprimorar constantemente suas estratégias de marketing digital, que é fundamental para todo empreendimento que quer ser visto, atrair clientes e também fidelizá-los. 

Além disso, a disputa por espaço no ambiente digital se tornou ainda mais acirrada, e por isso é necessário ter um planejamento estratégico sólido, independente do produto ou serviço que a empresa oferece ou do seu setor de atuação. 

2. Adaptação ao mundo VUCA e tendências de comportamento

Volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Esses são os 4 conceitos que descrevem o mundo em que vivemos, e que se torna ainda mais evidente no momento atual: o mundo VUCA.

Mesmo com esse cenário de mudanças, existem algumas tendências de comportamento nos consumidores que devem ser observadas constantemente. Entre elas, podemos destacar o crescimento do chamado consumo consciente

A pesquisa Panorama do Consumo Consciente no Brasil, desenvolvida pelo Instituto Akatu, mostrou que ter uma vida saudável está no topo da lista de desejos do consumidor brasileiro. Nesse ranking de preferências, também estão: acesso à água limpa, consumo de alimentos frescos e saudáveis, redução do lixo e impacto com a geração.

A partir desse entendimento de consumo consciente, as pessoas passam a consumir produtos e serviços que estejam alinhados com essa pauta. Por isso, se o seu negócio tem esse princípio de sustentabilidade e consumo consciente, é fundamental desenvolver estratégias de marketing e branding para se posicionar no mercado. Isso pode contribuir significativamente para a otimização da divulgação e impactar positivamente nos seus resultados em vendas, seja qual for seu produto ou serviço. 

3. Foco no consumidor

As mudanças geradas  pela pandemia e o distanciamento social refletiram diretamente no comportamento das pessoas e, consequentemente, nos seus padrões de necessidades. Diante disso, as empresas precisaram se adaptar para atender às novas demandas dos seus clientes - e os negócios que conseguem fazer isso com rapidez e agilidade saem na frente. 

A verdade é que colocar o cliente ao centro do negócio é um grande desafio, e em tempos de crise, ele se tornou ainda mais evidente e necessário. Entretanto, esse é um passo essencial para toda e qualquer empresa que queira se destacar no mercado, afinal, as estratégias de customer centricity são fundamentais para a inovação e para que o negócio esteja sempre atual e em evidência.  

Ao orientar suas ações e decisões para o cliente, o direcionamento da própria empresa fica claro e constante, mesmo com todas as incertezas e dificuldades que podem existir.

4. Pessoas estão mais preocupadas com a saúde

A pandemia deixou claro a necessidade de cuidados com a saúde, por isso, ela se tornou uma prioridade para as pessoas. Isso impacta diretamente na busca por serviços e produtos relacionados à saúde. Mas o crescimento expressivo desse setor não é de hoje.

Uma pesquisa da Anahp (Associação Nacional de Hospitais Privados) mostrou um crescimento de 13,6% de estabelecimentos de saúde no Brasil mesmo em anos de forte crise econômica. Esse crescimento também impacta na competitividade do setor e, por isso, inovar é fundamental para se destacar no mercado. 

Um exemplo de inovação dentro do segmento é a Doctoralia, uma empresa que é referência e líder em gerenciamento online de consultas com profissionais de saúde. Aliando o uso de tecnologia por meio de aplicativos e uso de dados dos usuários, a Doctoralia desenvolve uma solução centrada no seu cliente, entregando uma experiência muito positiva.  

São inúmeros os desafios para quem empreende: criar e implementar um planejamento estratégico, ter uma boa gestão com foco em resultados, otimizar processos, aumentar a lucratividade e vender mais, posicionar seu negócio no mercado e inovar no seu segmento são alguns deles. 

Para aprender na prática como fazer tudo isso, conheça o Grow Your Business da Conquer. Com conteúdos práticos e ferramentas que todo empreendedor deve conhecer, você vai aprender com empreendedores como fazer a sua empresa crescer mesmo em um cenário como o que estamos vivendo hoje. 

Quer conhecer mais? Acesse a página do curso clicando aqui e faça a sua inscrição para a sua empresa decolar.