BLOG

Por que você precisa de Inteligência Emocional

Em Posts

04 de Setembro de 2017 . Publicado por Conquer

Quando a inteligência emocional apareceu pela primeira vez para as massas, serviu como o elo perdido em uma descoberta peculiar: pessoas com QI médio superam aqueles com o QI mais alto 70% do tempo. Esta anomalia lançou um grande questionamento no que muitas pessoas sempre assumiram como única fonte de sucesso – QI. Décadas de pesquisa apontam para a inteligência emocional como o fator crítico que separa os principais profissionais dos outros.

A inteligência emocional é o “algo” um pouco intangível em cada um de nós. Isso afeta a forma como gerenciamos o comportamento, navegamos nas complexidades sociais e tomamos decisões pessoais que alcançam resultados positivos. A inteligência emocional é composta por quatro habilidades básicas que se unem sob duas competências primárias: competência pessoal e competência social.

A competência pessoal compreende suas habilidades de autoconsciência e autogestão, que se concentram mais em você individualmente do que nas suas interações com outras pessoas. A competência pessoal é a sua capacidade de manter a consciência das suas emoções. Gerir o seu comportamento e tendências.

Autoconsciência é a sua capacidade de perceber com precisão as suas emoções. Manter-se ciente delas enquanto elas acontecem.

– A autogestão é a sua capacidade de usar a consciência de suas emoções para se manter flexível e dirigir seu comportamento positivamente.

A competência social é composta por sua consciência social e habilidades de gerenciamento de relacionamento; A competência social é a sua capacidade de entender o humor, o comportamento e os motivos de outras pessoas para responder de forma eficaz. Melhorar a qualidade dos seus relacionamentos.

– A conscientização social é a sua capacidade de capturar com precisão as emoções em outras pessoas. Entender o que realmente está acontecendo.

Gerenciamento de relacionamento é a sua capacidade de usar a consciência de suas emoções e as emoções dos outros para gerenciar as interações com sucesso.

Inteligência emocional, QI e personalidade são diferentes

A inteligência emocional gera um elemento fundamental do comportamento humano que é distinto do seu intelecto. Não existe conexão conhecida entre o QI e a inteligência emocional; você simplesmente não consegue prever a inteligência emocional com base na inteligência de alguém.

A inteligência é a sua capacidade de aprender, e é a mesma aos 15 anos, como é aos 50 anos. A inteligência emocional, por outro lado, é um conjunto flexível de habilidades que podem ser adquiridas e melhoradas com a prática. Embora algumas pessoas sejam naturalmente mais emocionalmente inteligentes do que outras, você pode desenvolver alta inteligência emocional, mesmo que você não tenha nascido com ela.

A personalidade é a peça final do quebra-cabeça. É o “estilo” estável que define cada um de nós. A personalidade é o resultado de preferências, como a inclinação para introversão ou extroversão. No entanto, como o QI, a personalidade não pode ser usada para prever a inteligência emocional. Também como QI, a personalidade é estável ao longo da vida e não muda. O QI, a inteligência emocional e a personalidade cobrem um terreno único e ajudam a explicar o que faz marcar uma pessoa.

A inteligência emocional prevê desempenho

Quanto impacto a inteligência emocional tem em seu sucesso profissional? A resposta curta é: muito! É uma maneira poderosa de concentrar sua energia em uma direção com um tremendo resultado. TalentSmart testou inteligência emocional junto de outras 33 habilidades importantes no local de trabalho. Descobriu que a inteligência emocional é o antecipador mais forte do desempenho, explicando um total de 58% de sucesso em todos os tipos de empregos.

Sua inteligência emocional é a base para uma série de habilidades críticas: afeta quase tudo que você faz e diz a cada dia.

De todas as pessoas que estudamos no trabalho, descobrimos que 90% dos melhores desempenhos também são altos em inteligência emocional. Por outro lado, apenas 20% dos colaboradores de baixo nível estão em alta inteligência emocional. Você pode ser um colaborador de alto desempenho sem inteligência emocional, mas as chances são escassas.

Naturalmente, as pessoas com alto grau de inteligência emocional ganham mais dinheiro – uma média de US$ 29.000 por ano do que as pessoas com um baixo grau de inteligência emocional. O vínculo entre inteligência emocional e ganhos é tão direto que cada aumento de ponto na inteligência emocional acrescenta $ 1.300 a um salário anual. Essas descobertas são verdadeiras para pessoas em todas as indústrias, em todos os níveis, em todas as regiões do mundo. Ainda não conseguimos encontrar um emprego no qual a performance e o pagamento não estão intimamente ligados à inteligência emocional.

Você pode aumentar sua inteligência emocional

A comunicação entre seus “cérebros” emocionais e racionais é a fonte física de inteligência emocional. O caminho para a inteligência emocional começa no cérebro, na medula espinhal. Seus principais sentidos entram aqui e devem viajar para a frente do seu cérebro antes que você possa pensar racionalmente sobre sua experiência. No entanto, primeiro eles viajam através do sistema límbico, o lugar onde as emoções são geradas.

Então, temos uma reação emocional aos eventos antes de nossa mente racional poder se envolver. A inteligência emocional requer uma comunicação eficaz entre o centro racional e emocional do cérebro.

Se você deseja se tornar um profissional de alto impacto e deixar uma marca positiva na vida das pessoas, conheça o Curso de Inteligência Emocional da Conquer, um programa inovador no qual você irá desenvolver essa habilidade essencial para o mercado de trabalho do século XXI. Clique aqui.


Conquer

DEIXE UM COMENTÁRIO


NOME*

E-MAIL*

MENSAGEM*