BLOG

Como obter confiança antes mesmo de as pessoas te conhecerem

Em Posts

04 de Abril de 2017 . Publicado por Conquer

Muitas vezes, enxergamos o networking como simplesmente a aquisição de novos contatos. Conhecendo mais pessoas, temos mais visibilidade no mercado de trabalho e, portanto, maiores chances de receber uma indicação, um convite ou fechar uma parceria, certo?

Mais ou menos!

Ao considerarmos apenas esse aspecto, podemos acabar esquecendo da importância da nossa reputação para o networking, ou seja, a qualidade daquilo que os outros conhecem sobre nós, e que é formada tanto de fatores objetivos – os resultados que alcançamos – quanto de fatores subjetivos – nossa personalidade, postura, atitudes e comportamentos recorrentes.

Somadas, visibilidade e reputação formam o que chamamos de marca pessoal ou Branding Pessoal.

E é esse Branding pessoal que pode conquistar – ou comprometer – a confiança das pessoas em nós antes mesmo de elas nos conhecerem.

Da mesma forma que grandes empresas e instituições utilizam suas marcas para representar de forma direta a sua essência – suas principais características que as diferenciam dos competidores –  nós, enquanto profissionais, e especialmente enquanto empreendedores ou pequenos empresários, também devemos cultivar a construção de um branding pessoal forte se quisermos aumentar nossas oportunidades de negócios e acelerar o nosso desenvolvimento.

 

Por que o Branding Pessoal é tão importante?

O desenvolvimento do seu branding pessoal está diretamente ligado com o seu sucesso profissional.

Primeiro porque você precisa de visibilidade para que outros profissionais na sua área de atuação ouçam falar sobre você. Quem não é visto não é lembrado, certo?

Segundo porque potenciais clientes, parceiros ou contratantes que ainda não te conhecem de perto precisarão buscar indicadores confiáveis da qualidade do seu trabalho, do seu comportamento e da sua postura profissional antes de fazerem negócios com você. E é conhecendo sua reputação que eles conseguirão obter essas “provas” e confiar em você o suficiente para uma nova parceria, um novo contrato ou um novo emprego, por exemplo.

É o branding pessoal, portanto, que fará com que as pessoas confiem em você ou no seu negócio antes mesmo de te conhecerem. É ele que te abrirá portas, e é por isso que ele deve ser cuidadosamente desenvolvido.

 

E como você pode desenvolver seu Branding Pessoal?

É importante ressaltar que a criação de um branding pessoal é um processo contínuo que deve ser explorado todos os dias, e não algo que é feito apenas uma vez e finalizado.

Tudo o que você faz no dia-a-dia contribui para a construção e o fortalecimento da sua marca – para o bem ou para o mal. Coisas simples, desde a forma como você se veste e se apresenta, seu título profissional, sua postura, sua presença nas redes sociais e, claro, seus resultados atingidos.

Explicamos aqui três formas simples e práticas de fortalecer seu branding pessoal no mercado. Aproveite-as para refletir sobre a direção que sua marca pessoal tem tomado e fazer os ajustes necessários, caso julgue necessário.

 

1. Entenda-se!

O autoconhecimento é o fator base para a construção da sua marca.

O que te faz diferente dos outros profissionais que realizam atividades semelhantes às suas – dentro da sua empresa ou no mercado de trabalho? Que características as pessoas costumam elogiar em você – e no seu desempenho? Que sugestões de melhoria você já recebeu de colegas, chefes, parceiros ou subordinados?

Considere aspectos objetivos – resultados alcançados até então – e subjetivos – hábitos, postura e comportamentos.

Passe um tempo considerável refletindo sobre estas questões – e discutindo-as com amigos e familiares, pessoas que você sabe que pode confiar. É sempre bom poder contar com a opinião de pessoas que desejam o nosso melhor.

 

2. Crie e Compartilhe!

Uma das formas de expressar seu branding pessoal às pessoas é pelo tipo de conteúdo que você cria e compartilha, ou seja, pela forma como você se apresenta na internet e nas redes sociais.

Tudo aquilo que você produz, seja em textos, vídeos, imagens ou qualquer outra forma de comunicação, carrega características suas: pelo conteúdo apresentado, pelo tom da mensagem e pela escolha de palavras.

Similarmente, o compartilhamento de conteúdo de terceiros também representa indiretamente que você concorda com aquele ponto de vista ou que aquela abordagem e postura estão alinhadas com as suas.

Por isso, crie conteúdos que demonstrem seus conhecimentos, pontos de vista e valores, e faça uso das redes sociais para que estes conteúdos sejam vistos por mais pessoas. E, quando for compartilhar algum conteúdo, certifique-se de que você realmente confia na fonte, acredita no que está sendo dito e, principalmente, se aquele conteúdo verídico.

 

3. Conecte-se!

Dizem que somos uma média das 5 pessoas com as quais mais convivemos – o que os antigos chamariam de “diga-me com quem andas e te direi quem és”.

Se, por um lado, enquanto pessoas não podemos limitar nosso julgamento apenas às nossas companhias, por outro, não podemos negar que costumamos nos associar e nos aproximar daqueles que compartilham interesses, valores e comportamentos conosco.

Por esse motivo, preste bastante atenção aos profissionais e amigos que você escolhe se associar e identifique se eles transmitem valores semelhantes aos seus. O mesmo vale para empresas, fornecedores e empresas parceiras em geral.

Uma boa rede de contatos, com profissionais de habilidades semelhantes ou complementares às suas, nos quais você confia e que também confiam em você, pode amplificar ainda mais a divulgação do seu trabalho para potenciais clientes e parceiros que ainda não te conhecem, abrindo portas e gerando oportunidades de avanço da sua carreira e da sua empresa.

 

Sobre a Escola Conquer: Desenvolvida no Vale do Silício, a Conquer ensina habilidades que as instituições tradicionais não ensinam, mas que são fundamentais para todos que querem performar em alto nível e chegar mais longe. www.EscolaConquer.com.br


Conquer

COMENTÁRIOS


Você conhece a Matriz da Marca Pessoal? | Acima da média

13/04/2017

[…] neste post sobre a importância da visibilidade e da reputação para a construção da nossa Marca Pessoal e […]

DEIXE UM COMENTÁRIO


NOME*

E-MAIL*

MENSAGEM*